Sexta-feira, 4 de Dezembro, 2015

Vitor Rodrigues abandona a modalidade


Vitor Rodrigues, um dos jovens valores do ciclismo português, vê-se obrigado a abandonar a modalidade depois do aborto do projecto Liberty Seguros para 2011. O jovem de 24 anos foi, então, obrigado a trocar a sua promissora carreira e encostar a bicicleta, para trabalhar numa loja de bicicletas.

Rodrigues correu a passada temporada na equipa espanhola Caja Rural e após terminar a temporada passada foi convidado a juntar-se ao projecto Liberty Seguros, deixando assim para trás a espanhola Caja Rural. Com o fim anunciado do projecto Liberty, o ciclista acabou por ir para o desemprego.

“Não tenho outra alternativa senão abandonar uma modalidade onde dei provas de algum valor. O fim do projecto da Liberty Seguros deixou-me no desemprego e também não recebi convites das equipas continentais. Houve algumas abordagens por parte de clubes que recusei por ter valor para integrar o pelotão profissional”, comentou Rodrigues ao jornal “A Bola”. “No final da temporada tive hipótese de renovar pela Caja Rural, mas não avancei nas negociações porque tinha-me comprometido com a Liberty. Quando tudo abortou, a equipa espanhola estava completa”, acrescentou o ciclista, sentido.

Rodrigues sempre foi uma promessa no ciclismo: Campeão Nacional  sub-23 em 2006 e 2007 e ainda o primeiro na Taça das Nações. Passou por três equipas profissionais ao longo da sua carreira profissional de seis anos: Barbot-Halcon (2 temporadas), Liberty Seguros (3 épocas) e a Caja Rural (1)

Leave a Reply