Domingo, 15 de Maio, 2016

Nuno Ribeiro volta à estrada na próxima temporada


O ciclista Nuno Ribeiro, vencedor da Volta a Portugal em 2003, vai regressar à alta competição na próxima temporada, podendo fazê-lo na equipa Pauperval/Estanhos Dom António/Valongo, caso a formação valonguense venha a integrar o pelotão profissional. Disposto a correr mais três ou quatro anos, o atleta, natural de Sobrado, afirma-se determinado a prosseguir a sua carreira, depois de um período de afastamento devido a sanção disciplinar.

Mesmo que se trate ainda de uma possibilidade, a União Ciclista de Sobrado (UCS) pode estar prestes a tornar-se uma colectividade com mais peso no panorama do desporto do concelho de Valongo, que tem no ciclismo a modalidade mais representativa. Para lá de se tratar de um corredor de créditos firmados, o que constituiria uma mais valia para o conjunto valonguense, Nuno Ribeiro é o presidente da UCS desde a sua fundação, acompanhando sempre de perto a carreira da equipa orientada por José Barros.

“É certo que pretendo regressar à competição, mas de momento apenas  existem alguns indícios, fruto de algumas conversas, que apontam nesse sentido. Naturalmente que ficaria orgulhoso de poder vir a representar a Pauperval/Estanhos Dom António/Valongo, mas há que aguardar pela decisão do seu principal patrocinador. Pelo que sei, existe todo o interesse em se avançar para profissionalização, mas temos de esperar mais algum tempo. Como presidente da União Ciclista de Sobrado só me resta dar os parabéns a todos quantos acreditaram na viabilidade deste projecto”, afirmou Nuno Ribeiro, obviamente radiante com uma hipótese que dia a dia vem ganhando maior consistência.

“Nunca desanimei e continuo a treinar todos os dias”

Mesmo tendo de sofrido as inerentes consequências disciplinares em virtude de um controlo positivo aquando da Volta a Portugal de 2009, que viria a perder para o espanhol David Blanco, nem por isso Nuno Ribeiro se deixou abater. “A minha paixão pelo ciclismo foi maior do que um castigo de dois anos e tenho trabalhado muito para poder regressar à competição ao nível a que habituei as pessoas. Nunca desanimei e continuo a treinar todos os dias, pelo que voltarei à estrada com espírito vencedor”, afiançou o pujante ciclista.

Confiante no futuro, ultrapassado um período menos bom, mas que não deixou marcas de maior, Nuno Ribeiro revela-se o mesmo corredor de sempre. “Serei apenas mais um para ajudar os meus companheiros, pois o ciclismo exige muitos sacrifícios. Quem me conhece sabe que nunca viraria a cara à luta. Por isso espero poder retribuir com muito trabalho perante aqueles que ainda continuam a acreditar em mim”, acentuou.

 

Leave a Reply