Terça-feira, 17 de Março, 2015

Joaquín Ortega vence isolado em Castelo Branco


O espanhol Joaquín Ortega, ciclista da Barbot-Siper, venceu hoje a sexta etapa da Volta a Portugal. O espanhol chegou isolado à meta em Castelo Branco, seguido do português José Mendes (LA-Rota dos Moveis), que cruzou a meta 20 segundos depois. Foi a mais longa etapa, num total de 221,1 quilómetros entre Moimenta da Beira e Castelo Branco, onde mais uma vez, o pelotão não pareceu interessado em eliminar a fuga. O pelotão cruzou a meta 6m28s depois de Ortega, liderado por Cândido Barbosa que venceu o sprint. A amarela mantém-se na posse de David Blanco.

A corrida foi animada por uma fuga de oito homens que rolou em conjunto durante quase todos os quilómetros da etapa. Á passagem pela unica contagem de montanha do dia, uma terceira categoria em guarda, a fuga já tinha cinco minutos, e a Palmeiras Resort-Prio-Tavira era a única equipa que trabalhava no pelotão. Este trabalho não foi suficiente e não impediu a fuga de alcançar os 9m25s de vantagem máxima à passagem pela meta volante de Sabual, ao quilómetro 109,3.

Nenhum dos oito protagonistas – Joaquin Ortega (Barbot-Siper), Celestino Pinho (CC Loulé), José Mendes (LA-Rota dos Móveis), Luís Pinheiro (Madeinox/Boavista), Carlo Scognamiglio (ISD), Rodrigo Garcia (Xacobeo), Angel Vicioso e Jesus Rosendo (ambos da Andalucia) – apresentava verdadeiro perigo para o camisola amarela nem para os seus directos adversários, por isso o pelotão não se preocupou minimamente para eliminar a fuga.

Joaquín Ortega foi o mais activo dos fugitivos, tentando por diversas vezes saltar do pelotão. Até que foi de vez, e na primeira passagem pela meta já seguia isolado. José Mendes também atacou e rapidamente alcançou o perseguidor do espanhol e não tardou para o deixar para trás. Ortega conseguiu gerir muito bem a vantagem alcançada, mantendo sempre Mendes a aproximadamente 20 segundos.

Amanhã é dia da etapa rainha da Volta a Portugal, com subida ao alto da Serra da Estrela. Uma tirada que vai ligar Idanha-a-Nova até Seia num total de 168 quilómetros sobre altas temperaturas. Para além da subida de categoria especial, coincidente com a meta, os ciclistas vão ter uma terceira categoria em Teixeira e uma primeira categoria em Carrazedo.

Multimédia

{gallery}corridas/volta10/6etapa{/gallery}

Classificação

6º Etapa

1º 18 ORTEGA, Joaquin ESP BARBOT-SIPER 5:40:27 10″
2º 36 MENDES, Jose POR LA- ROTA DOS MOVEIS a 20 6″
3º 76 SCOGNAMIGLIO, Carlo ITA ISD-NERI a 01:14 4″
4º 111 VICIOSO, Angel ESP ANDALUCIA-CAJASUR a 01:14
5º 46 PINHEIRO, Luis POR MADEINOX-BOAVISTA a 01:14
6º 105 GARCIA, Rodrigo ESP XACOBEO-GALICIA a 02:39
7º 112 ROSENDO, Jesus ESP ANDALUCIA-CAJASUR a 02:39
8º 27 PINHO, Celestino POR C. C. LOULÉ- LOULETA a 03:09
9º 2 BARBOSA, Candido POR PALMEIRAS RESORT-PRI a 06:28
10º 39 SANCHO, Bruno POR LA- ROTA DOS MOVEIS a 06:28

Classificação Geral

1º 1 BLANCO, David ESP PALMEIRAS RESORT-PRI 28:27:22
2º 11 BERNABEU, David ESP BARBOT-SIPER a 43
3º 33 BROCO, Hernani POR LA- ROTA DOS MOVEIS a 44
4º 71 SINKEWITZ, Patrik GER ISD-NERI a 59
5º 5 CARDOSO, Andre POR PALMEIRAS RESORT-PRI a 01:04
6º 81 PARDILLA, Sergio ESP CARMIOORO-NGC a 01:05
7º 14 SOUSA, Rui POR BARBOT-SIPER a 01:22
8º 32 SANTOS, Virgilio POR LA- ROTA DOS MOVEIS a 01:30
9º 13 RIBEIRO, Sergio POR BARBOT-SIPER a 01:31
10º 43 BENTA, Joao POR MADEINOX-BOAVISTA a 01:35

Leave a Reply