Domingo, 6 de Dezembro, 2015

Jimmy Casper o mais forte, Cândido de amarelo


O francês Jimmy Casper, da Saur, venceu ontem a terceira etapa da Volta a Portugal ao bater o português Cândido Barbosa num sprint renhido, onde o foguete de Rebordosa teve de se contentar com um segundo lugar por poucos centímetros. Mesmo assim, Cândido Barbosa acabou por arrebatar a camisola amarela a Oleg Chuzhda (Caja Rural), que passou para a segunda posição a 3 segundos. Um final marcado pela queda nos últimos 250 metros que cortou o pelotão que seguia a alta velocidade, alta demais – diziam alguns.

Foi difícil definir-se a fuga do dia, foi só ao quilómetro 50 que seis ciclistas se isolaram na frente. Hélder Oliveira (Barbot-Siper), Dmytro Grabovskyy (ISD), Sergiy Grechyn (Amore&Vita), Emanuele Sella (Carmiooro), Juan Estrada (Andalucia) e José de Segovia (Xacobeo). Apesar da diversidade linguistica dos fugitivos, facilmente entenderam-se, alcançado uma vantagem máxima de 6m24s na montanha de terceira categoria de Portela do Vade. Foi sobretudo na subida ao alto do Extremo, conquistada por Hélder Oliveira, que a fuga começou a perder muito tempo.

O pelotão era comandado pelos algarvios, com alguns ciclistas da Bbox e da Saur, que iam aumentando consideravelmente o ritmo, de modo a absorver os seis fugitivos. À passagem pela meta volante em Meadela, a 20 quilómetros da meta, já só aguentavam na frente Emanuele Sella (CamioOro) e Dmytro Grabovskyy (ISD).


Os dois ciclistas conseguiram gerir muito bem o tempo, mas a três quilómetros da meta acabaram mesmo por ser alcançados pelo pelotão, levando ao sprint. Foi na curva final, seguido de 250 metros em recta, que vários ciclistas em alta velocidade cairam, interrompendo o sprint para alguns dos interessados. Com a bonificação, Cândido Barbosa conseguiu recuperar os 3 segundos que o separavam de Chuzhda, passando para a frente com 3 segundos de vantagem.


Hoje cumpriu-se a quarta etapa da Volta a Portugal, uma ligação entre Barcelos e o mítico alto da Senhora da Graça, Num total de 175,8 quilómetros os ciclistas tiveram que passar por três contagens de montanha, uma de terceira, e duas de primeira, sendo a última coincidente com a meta.

Multimédia

{gallery}corridas/volta10/3etapa{/gallery}

Classificações

3º Etapa

1º 131 CASPER, Jimmy FRA SAUR-SOJASUN 4:22:02 10″
2º 2 BARBOSA, Candido POR PALMEIRAS RESORT-PRI mt. 6″
3º 117 LOBATO, Juan Jose ESP ANDALUCIA-CAJASUR mt. 4″
4º 39 SANCHO, Bruno POR LA- ROTA DOS MOVEIS mt.
5º 83 RATTO, Daniele ITA CARMIOORO-NGC mt.
6º 95 SOBRINO, Joaquin ESP CAJA RURAL mt.
7º 13 RIBEIRO, Sergio POR BARBOT-SIPER mt.
8º 26 SOEIRO, Pedro POR C. C. LOULÉ- LOULETA mt.
9º 49 CUNHA, Marco POR MADEINOX-BOAVISTA mt.
10º 74 KOSTYUK, Denys UKR ISD-NERI mt.

Geral Individual

1º 2 BARBOSA, Candido POR PALMEIRAS RESORT-PRI 13:29:35
2º 93 CHUZHDA, Oleg UKR CAJA RURAL a 03
3º 1 BLANCO, David ESP PALMEIRAS RESORT-PRI a 08
4º 13 RIBEIRO, Sergio POR BARBOT-SIPER a 16
5º 81 PARDILLA, Sergio ESP CARMIOORO-NGC a 21
6º 71 SINKEWITZ, Patrik GER ISD-NERI a 22
7º 11 BERNABEU, David ESP BARBOT-SIPER a 30
8º 31 SABIDO, Hugo POR LA- ROTA DOS MOVEIS a 30
9º 21 PEREZ, Santiago ESP C. C. LOULÉ- LOULETA a 32
10º 41 PETROV, Danail BUL MADEINOX-BOAVISTA a 34

Geral

Leave a Reply