Domingo, 22 de Maio, 2016

73ª Volta a Portugal apresentada oficialmente


Foi durante esta manhã que a 73ª Volta a Portugal em Bicicleta foi apresentada oficialmente. A prova rainha do ciclismo português vai disputar-se entre 4 a 15 de Agosto, ao longo de 10 dias de corrida mais um de descanso. Com um total de 1627 quilómetros, esta edição da Volta é a maior desde 2003. Fafe vai acolher o tiro de partida da Grandíssima, enquanto Lisboa vai ser o palco da consagração dos grandes campões. Trofa e Sabugal são as estreias nesta edição da volta portuguesa.

A competição vai começar, como habitualmente, com um contra-relógio individual. O Prólogo será realizado no centro de Fafe na tarde de 4 de Agosto e a distância, muito curta desta vez, é de apenas 2,2 Km, mas servirá, após a cronometragem rigorosa dos milésimos de segundo, para atribuir a primeira liderança.

Concluída a “Grande Partida” e simultaneamente a festa de abertura da Volta, o pelotão faz a primeira etapa entre Trofa e Oliveira do Bairro. São 187,7 Km que representam a segunda quilometragem mais extensa desta prova.

Na segunda etapa, terceiro dia de corrida contando já com o Prólogo, começam as verdadeiras difi culdades. Na ligação entre Oliveira de Azeméis e Santo Tirso, além de muitos quilómetros, existem seis contagens de montanha, a última das quais, de 2ª categoria, coincidindo com a meta no Monte Nossa Sr.ª da Assunção.

Ainda a adaptar-se ao ritmo desta Volta, e quase sem dar por isso, já o pelotão estará a subir a mítica Sr.ª da Graça. A escalada em Mondim de Basto será o culminar de um dos dias em que a distância a percorrer é mais curta. Ainda assim a terceira etapa, que começa em Viana do Castelo, no domingo, 7 de Agosto, é considerada umas das mais difíceis e decisivas na luta pela Camisola Amarela Jogos Santa Casa.

Após dois dias consecutivos de alta montanha, a caravana (palavra que encerra em si o conceito de todos quantos acompanham a Volta a Portugal Jogos Santa Casa, inclusive os próprios corredores) continua a rodar em terrenos íngremes. A quarta etapa entre Lamego e Gouveia é de difi culdade mediana mesmo fazendo uma primeira abordagem
à Serra da Estrela.

A anteceder a jornada de descanso surge o dia em que as difi culdades são mesmo consideradas baixas. Entre Oliveira do Hospital e Viseu existe uma única contagem de montanha, de 4ª categoria e o pelotão irá percorrer a etapa mais curta com apenas 150,3 Km. Será com espírito de festa que Viseu vai acolher a grande “romaria” da 73ª Volta a Portugal Jogos Santa Casa e nessa noite marcará presença no grande “Concerto da Volta” no largo da Sé que este ano vai ver e ouvir José Cid.

No dia seguinte, 10 de Agosto, – quarta-feira, a caravana estará de folga. Com o pelotão profi ssional a recuperar dos quase 860 quilómetros já pedalados desde Fafe, será o momento dos cicloturistas saírem à rua devidamente equipados e mostrarem forças na “Etapa da Volta”.

Muito dificilmente a competição estará já decidida quando arrancar, em Aveiro, a segunda metade da Volta 2011. As grandes decisões estarão ainda para acontecer, mas na sexta etapa, a mais longa com 215,9 Km, quem se assume favorito terá, desde logo, de fazer prova que conseguiu aproveitar o dia de descanso para recuperar forças. O pelotão vai chegar à Beira Interior e, como sempre, Castelo Branco estará de braços abertos para o receber.

Para a sétima etapa está reservado o difi cílimo contra-relógio individual entre o Sabugal e a Guarda. Além da extensão de 35,3 Km é preciso contar com o tipo de percurso entre a raia e a capital de distrito que é, nada mais, nada menos do que a cidade mais alta de Portugal.

Sem tempo para recuperar o fôlego, o pelotão celebra a etapa rainha da 73ª Volta a Portugal Jogos Santa Casa a subir a Serra da Estrela em direcção à Torre. No sábado, 13 de Agosto, a caravana sairá de Seia e vai percorrer os principais pontos da serra recuperando a Lagos Sports, este ano, a tradicional escalada às Penhas da Saúde pelo lado da Covilhã. Nos derradeiros quilómetros a ascensão ao ponto mais alto de Portugal continuará a será feita por Seia.

Além da passagem do pelotão no centro urbano, o regresso da Cidade Neve ao mapa da prova fi ca também assinalado nesta edição com a partida da nona etapa. Da Covilhã a caravana segue para o centro de Portugal. Após 182,3 Km a meta estará instalada na vila da Sertã que há 35 anos não recebe uma chegada da grande competição.

Para definitivamente se encontrar o vencedor da 73ª Volta a Portugal Jogos Santa Casa faltará realizar-se apenas a décima etapa no dia 15 de Agosto. De Sintra, o pelotão vai rolar para o centro da capital portuguesa e Lisboa será novamente palco do “Grande Final” da Volta. O vencedor será coroado depois de percorridos 1627 Km, a maior extensão registada desde 2003.

Equipas participantes

  • TAVIRA – PRIO (Portugal) – Escalão: Continental;
  • BARBOT – EFAPEL (Portugal) – Escalão: Continental;
  • ONDA – BOAVISTA (Portugal) – Escalão: Continental;
  • LA ALUMÍNIOS – ANTARTE (Portugal) – Escalão: Continental;
  • EQUIPA NACIONAL DE PORTUGAL;
  • LAMPRE – ISD (Itália) – Escalão: Pro Tour;
  • FARNESE VINI – NERI (Itália) – Escalão: Continental Profissional;
  • ACQUA & SAPONE (Itália) – Escalão: Escalão: Continental Profissional;
  • CAJA RURAL (Espanha) – Escalão: Escalão: Continental Profissional;
  • ANDALUCIA – CAJA GRANADA (Espanha) – Escalão: Escalão: Continental Profissional;
  • KATUSHA CONTINENTAL (Rússia) – Escalão: Continental;
  • LA POMME DE LA MARSEILLE (França mas inscrita na Letónia) – Escalão: Continental;
  • CHIPOTLE – GARMIN DEVELOPMENT TEAM (Estados Unidos América) – Escalão: Continental;
  • KONYA TORKU – VIVELO (Turquia) – Escalão: Continental;

1 Comentário

    Leave a Reply