Sexta-feira, 4 de Dezembro, 2015

Schleck vence isolado no primeiro alto


Andy Schleck, ciclista luxemburguês da Saxo Bank, venceu hoje a oitava etapa do Tour de France, sendo a primeira chegada ao alto desta edição do Tour. Schleck impôs-se a Samuel Sanchez (Euskaltel), batendo-o após um deslize do campeão olimipico. Sanchez foi o único que foi capaz de se manter com o ciclista luxemburguês nos metros finais. Cadel Evans fez o terceiro lugar, 10 segundos mais tarde, passando a assumir a liderança da Volta à França.

Foram 189 quilómetros com muita montanha, que ligaram Station des Rousses a Morzine-Avoriaz, onde o primeiro teste foi feito e a Astana passou com distinção. A Astana conseguiu controlar o pelotão bastante bem na altura certa, aumentado o ritmo durante a subida. No entanto na altura certa, Contador não conseguiu ser explosivo e acompanhar o ataque que levou Schleck para a vitória.

Pior esteve a RadioShack, que num dia para esquecer, teve o seu chefe de fila, Lance Armstrong, a perder mais de 10 minutos para Schleck e para os restantes favoritos à vitória final, estando assim provavelmente afastado da vitória final. Um dos factos que poderão ter causado este atraso foras as quedas numerosas e feias que o veterano sofreu.

Foi na primeira subida de primeira categoria, Col de la Ramaz, a 45 quilómetros da meta, que as diferenças começaram a fazer-se, na mesma altura em que a Astana segue para a frente do pelotão para puxar e ai ficar até aos ultimos quilómetros. Com este acto da Astana, conseguiram por para trás logo Lance Armstrong e mais quatro colegas. Da Astana, iam caindo um a um, ao longo dos 45 quilómetros que faltavam.

Foi dentro dos ultimos 5km que David Navarro, que esteve sempre a puxar durante todas as subidas, cedeu, começando assim a originar os ataques pela vitória da etapa. Sucederam-se vários ataques embora sem sucesso, até que, a dois quilómetros, Schleck e Sanchez atacaram para a vitória. Contador ainda tentou, mas acabou por não conseguir acompanhar o ritmo dos dois, terminando 10 segundos depois.

Os portugueses terminaram com alguns minutos de atraso. Sérgio cruzou a meta a 103º lugar, com 21m32, enquanto Rui Costa terminou na 105º posição, com o mesmo tempo.

Amanhã é o dia de descanso. O Tour volta à estrada terça feira, para uma etapa de 204,5 quilómetros entre Morzine-Avoriaz e Saint-Jean-de-Maurienne, com muita montanha pelo meio, que sem duvida vai alterar mais um pouco a classificação geral.

Multimédia

{gallery}corridas/tour10/8etapa{/gallery}

Classificações

8º Etapa

1 Andy Schleck (Lux) Team Saxo Bank 4:54:11
2 Samuel Sánchez Gonzalez (Spa) Euskaltel – Euskadi
3 Robert Gesink (Ned) Rabobank 0:00:10
4 Roman Kreuziger (Cze) Liquigas-Doimo
5 Alberto Contador Velasco (Spa) Astana
6 Cadel Evans (Aus) BMC Racing Team
7 Jurgen Van Den Broeck (Bel) Omega Pharma-Lotto
8 Levi Leipheimer (USA) Team Radioshack
9 Ivan Basso (Ita) Liquigas-Doimo
10 Denis Menchov (Rus) Rabobank

Geral

1 Cadel Evans (Aus) BMC Racing Team 37:57:09
2 Andy Schleck (Lux) Team Saxo Bank 0:00:20
3 Alberto Contador Velasco (Spa) Astana 0:01:01
4 Jurgen Van Den Broeck (Bel) Omega Pharma-Lotto 0:01:03
5 Denis Menchov (Rus) Rabobank 0:01:10
6 Ryder Hesjedal (Can) Garmin – Transitions 0:01:11
7 Roman Kreuziger (Cze) Liquigas-Doimo 0:01:45
8 Levi Leipheimer (USA) Team Radioshack 0:02:14
9 Samuel Sánchez Gonzalez (Spa) Euskaltel – Euskadi 0:02:15
10 Michael Rogers (Aus) Team HTC – Columbia 0:02:31

39 Lance Armstrong (USA) Team Radioshack 0:13:26

Leave a Reply