Sexta-feira, 11 de Dezembro, 2015

Sandy Casar vence a etapa, Schleck veste Amarelo


Sandy Casar, ciclista francês da FDJ, venceu hoje a nona etapa da Volta a França, uma das mais duras etapas desta edição do Tour. O francês impôs-se ao sprint, batendo Luis Léon Sanchez (Caisse d’Epargne) e Damiano Cunego (Lampre), que terminaram no segundo e terceiro lugar, respectivamente. O derrotado do dia foi, principalmente, Cadel Evans, ex-camisola amarela, que acabou por ceder mais de oito minutos para os favoritos. Andy Schleck (Saxo Bank) é assim o novo camisola amarela, a primeira vez na sua carrera, com contador a 41 segundos atrás.

A etapa começou-se a ser definida no inicio da dura e longa subida – 26 quilómetros com um pendente médio de 5%. – onde os favoritos foram caindo um a um, tal como na última etapa, do pelotão.

Na frente seguia um grupo que se havia formado logo nos primeiros quilómetros de corrida, onde após várias “selecções” já só lá estavam quatro ciclistas: Luis Léon Sanchez, Damiano Cunego, Sandy Casar e Anthony Charteau (Bbox). Apesar da longa vantagem que tinham durante a subida – chegaram a ter vantagens de 5 minutos na subida – acabaram alcançados pelo que restava do pelotão, já dentro do último quilómetro, constituído por Andy Schleck, Alberto Contador e Christophe Moreau (Caisse).

Foi com uma estratégia semelhante à da oitava etapa que a Astana, ao perceber que o líder Cadel Evans estava em dificuldades, começou a impor um ritmo altissimo no pelotão durante a dura subida. Tanto, que a nove quilómetros do alto já só três ciclistas aguentavam na frente, sendo eles Andy Schleck, Alberto Contador e Samuel Sanchez (Euskaltel-Euskadi). Schleck ataca, com Contador a conseguir responder, mas Sanchez acabou por ficar para trás terminando 52s depois do vencedor.

Na parte final da subida, Contador e Schleck acabaram por se organizar e puxar à vez, tentando reduzir a vantagem o máximo possivel para o grupo que seguia isolado na frente. O quarteto “fantástico” parecia manter-se longe do alcance, mas extraordinariamente, já dentro do último quilómetro, a desorganização da fuga acabou por permitir os seus perseguidores alcançarem-nos. Lá a trás, Cadel Evans ia perdendo mais minutos de vantagem.

Assim, estavam os sete ciclistas na recta final, onde Casar conseguiu ser o mais rápido, vencendo esta dura etapa. Sérgio Paulinho terminou a etapa na 56º posição, a 15m17, já Rui Costa, terminou na 110º lugar, a 25m56.

Amanhã a 10ª etapa vai para a estrada, e vai ligar Chambery a Gap num traçado com 179 quilómetros com média montanha. Será que amanhã temos movimentações portuguesas na corrida?

Multimédia

{gallery}corridas/tour10/9etapa{/gallery}

Classificações

9º Etapa

1      Sandy Casar (Fra) Française des Jeux      5:38:10
2     Luis León Sánchez Gil (Spa) Caisse d’Epargne
3     Damiano Cunego (Ita) Lampre-Farnese Vini
4     Christophe Moreau (Fra) Caisse d’Epargne     0:00:02
5     Anthony Charteau (Fra) Bbox Bouygues Telecom
6     Alberto Contador Velasco (Spa) Astana
7     Andy Schleck (Lux) Team Saxo Bank
8     Samuel Sánchez Gonzalez (Spa) Euskaltel – Euskadi     0:00:52
9     Joaquin Rodriguez (Spa) Team Katusha     0:02:07
10     Levi Leipheimer (USA) Team Radioshack

Geral

1      Andy Schleck (Lux) Team Saxo Bank      43:35:41
2     Alberto Contador Velasco (Spa) Astana     0:00:41
3     Samuel Sánchez Gonzalez (Spa) Euskaltel – Euskadi     0:02:45
4     Denis Menchov (Rus) Rabobank     0:02:58
5     Jurgen Van Den Broeck (Bel) Omega Pharma-Lotto     0:03:31
6     Levi Leipheimer (USA) Team Radioshack     0:03:59
7     Robert Gesink (Ned) Rabobank     0:04:22
8     Luis León Sánchez Gil (Spa) Caisse d’Epargne     0:04:41
9     Joaquin Rodriguez (Spa) Team Katusha     0:05:08

Leave a Reply