Sábado, 26 de Dezembro, 2015

Philippe Gilbert conquista Amstel Gold Race



Philippe Gilbert, belga da Omega Pharma-Lotto, venceu hoje a Amstel Gold Race dando a primeira vitória desta temporada à sua equipa. A clássica disputada na Holanda tem um total de 257,8 quilómetros e conta com 31 “bergs” – subidas com grandes inclinações – numa ligação entre Maastricht e Valkenburg. Ryder Hesjedal da Garmin e Enrico Gasparotto, Astana, conseguiram o segundo e terceiro lugar respectivamente. Manuel Cardoso terminou a prova na 113ª posição.



Foi uma clássica que esteve em risco de não se realizar devido ao vulcão islandês que fechou o espaço aéreo europeu. Bastantes ciclistas ficaram incapacitados de voar para a Holanda, como Valverde, Luis Leon Sanchez e Carlos Sastre que seriam dos grandes favoritos à vitória. Sérgio Paulinho, da RadioShack, também ficou impossibilitado de participar nesta clássica.

A corrida iniciou-se com uma fuga de sete homens que facilmente chegaram a uma vantagem de quase sete minutos. No pelotão, era Lars Boom (RaboBank) que tentava controlar a vantagem do grupo da frente.

No entanto, após 181km, um dos fugitivos descola numa altura em que havia pouco menos de 4 minutos e meio de vantagem para um grupo de três perseguidores. A corrida aproximava-se dos “bergs” decisivos e a vantagem estava em 2m46s, a 50 quilómetros para a meta. Era altura de, depois de 200 quilómetros percorridos, começar a haver uma selecção no pelotão de quem poderia vencer, com grande parte dos favoritos a posicionarem-se na frente do pelotão.

Trinta quilómetros para a meta e já não havia fuga. A SaxoBank aproveitou e aumentou o ritmo consideravelmente na aproximação para a subida 26, a Gulperberg. Mesmo com uma ausência de ataques na frente, o ritmo elevado fez logo a seleção, onde um dos favoritos, Joaquim Rodriguez (Katusha) esteve em dificuldades na traseira do pelotão.

Mas foi só a 22 quilómetros que Marco Marcato (Vacansoleil) iniciou a primeira série de ataques, com um ataque sozinho onde conseguiu uma boa vantagem. Foi na inclinada subida de Eyserbosweg que Andy Schleck atacou e alcançou Marcato. O ataque foi prontamente respondido por Philippe Gilbert (Omega Pharma-Lotto), Damiano Cunego (Lampre), Fränk Schleck, Johnny Hoogerland (Vancansoleil) e mais três ciclistas que os apanharam um pouco mais tarde.

O grupo conseguiu uma pequena vantagem, e na subida de Fromberg foi altura do irmão de Andy, Frank Schleck, atacar com resposta de Cunego. Apesar dos esforços, o pelotão apanhou o grupo após a subida de Fromberg.

Seguiu-se então, Serguei Ivanov (Katusha), vencedor do ano passado, a tentar a sua sorte num ataque conjunto com Jurgen Van Den Broeck (Omega Pharma-Lotto), no entanto durante a subida de Keutenberg Broeck cedeu.

No “pelotão”, Gilbert e Evans responderam ao ataque e conseguiram alcançar o campeão nacional russo. Mais um ataque do russo foi suficiente para separar o grupo por completo. Contudo, Gilbert foi capaz de mais tarde ultrapassar o russo e passar do predador para a presa, com Cunego, Kolobnev, Fränk Schleck e Ivanov a perseguirem o belga.

Um ataque da parte de Kolobnev foi o suficiente para trazer Gilbert de volta ao grupo. O russo conseguiu distanciar-se 10 segundos dos seus perseguidores directos.

Faltavam então cinco quilómetros e mais atrás seguia um segundo grupo perseguidor que acabou por se juntar ao primeiro formando um “pelotão” de trinta homens, com a RaboBank a liderar até à base da última subida. Este trabalho foi suficiente para colocar o russo em dificuldades sendo alcançado no final da subida de Cauberg. Gilbert aproveitou a situação para um ataque com todas as suas forças e só “parou” para respirar na linha dos 300 metros, onde olhou para trás e viu que a vitória seria sua. Baixou o ritmo e levantou calmamente os braços num festejo característico de vitória.

Classificações

1 Philippe Gilbert (Bel) Omega Pharma-Lotto 6:22:54
2 Ryder Hesjedal (Can) Garmin – Transitions 0:00:02
3 Enrico Gasparotto (Ita) Astana
4 Bert De Waele (Bel) Landbouwkrediet 0:00:05
5 Roman Kreuziger (Cze) Liquigas-Doimo
6 Damiano Cunego (Ita) Footon-Servetto
7 Frank Schleck (Lux) Team Saxo Bank 0:00:07
8 Marco Marcato (Ita) Vacansoleil Pro Cycling Team 0:00:09
9 Karsten Kroon (Ned) BMC Racing Team 0:00:11
10 Chris Horner (USA) Team Radioshack

113 Manuel Antonio Cardoso (Por) Footon-Servetto 00:14:25

Leave a Reply