Quinta-feira, 11 de Fevereiro, 2016

Philippe Gilbert ataca forte e conquista a vermelha


Hoje foi dia de mudanças. O belga Philippe Gilbert, da Omega Pharma-Lotto, conseguiu ser o mais forte no quilómetro final da terceira etapa, batendo toda a concorrência. O belga conseguiu igualmente conquistar a camisola vermelha, símbolo da liderança, retirando-a a Cavendish. Foi nos últimos 1,8 quilómetros, com uma pequena inclinação, que o último resistente da fuga do dia, Serafín Martínez, da Xacobeo, foi alcançado. Joaquín Rodriguez não conseguiu responder à altura ao potente ataque de Gilbert nos últimos 500 metros, com o ciclista Belga a levantar os braços no pódio.

Esta segunda etapa ligou Marbella a Málaga num total de 157,3 quilómetros, onde a maior dificuldade, para além do intenso calor que se fazia sentir, foi a meta de primeira categoria instalada a 37 quilómetros da meta.Foi nessa mesma subida que grande parte do pelotão, onde se incluíam quase todos os sprinters, ficou para trás não aguentando o ritmo imposto, que ia sendo liderado pela Caisse d’Epargne, Katusha e ainda Liquigas.

A fuga do dia, que foi iniciada logo nos primeiros quilómetros, era constituída por Egoi Martínez (Euskaltel-Euskadi), Biel Kadri (AG2R), Jelle Vanendert (Omega Pharma-Lotto), Serafín Martínez (Xacobeo Galicia) e Mikael Cherel (FDJ). Foi na subida que as movimentações começaram a suceder-se: Serafín Martínez saltou do grupo da frente seguindo isolado na frente e acabou por conquistar o prémio de montanha.. Os perseguidores acabaram por ser ultrapassados por David Moncoutié (Cofidis) a quando da subida. Depois da subida, o galego continuava isolado na frente, tentando conquistar, para além da camisola às bolinhas azuis já garantida, a vitória de etapa e ainda a camisola vermelha.

No entanto, já dentro do último quilómetro, Martínez acabou por ser ultrapassado pelo pelotão. Pelotão isolado e faltavam menos de 1000 metros para o final. Gilbert ataca forte e não é mais alcançado. Joaquín Rodriguez, apontado como um dos favoritos à vitória de hoje, acabou por terminar na segunda posição, poucos segundos atrás do belga.

Amanhã corre-se a quarta etapa, uma etapa com 183,8 quilómetros, com partida de Málaga até Valdepenãs de Jaén. Uma etapa de média montanha, com mais uma meta a subir. A 7.8 quilómetros do final o pelotão vai ter de ultrapassar uma contagem de terceira categoria.

Classificações

3º Etapa – Marbella – Málaga, 157,3 km 

1      Philippe Gilbert (Bel) Omega Pharma-Lotto      4:06:12

2     Joaquin Rodriguez (Spa) Team Katusha     0:00:03
3     Igor Anton (Spa) Euskaltel-Euskadi     0:00:13
4     Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Doimo     0:00:15
5     Grega Bole (Slo) Lampre-Farnese Vini
6     Nicolas Roche (Irl) Ag2R-La Mondiale
7     Denis Menchov (Rus) Rabobank     0:00:18
8     Ezequiel Mosquera (Spa) Xacobeo Galicia     0:00:19
9     David Arroyo (Spa) Caisse d’Epargne
10     Arthur Vichot (Fra) FDJ

Geral Individual

1      Philippe Gilbert (Bel) Omega Pharma-Lotto      8:55:56
2     Joaquin Rodriguez (Spa) Team Katusha     0:00:14
3     Kanstantin Sivtsov (Blr) Team HTC-Columbia     0:00:22
4     Tejay Van Garderen (USA) Team HTC-Columbia     0:00:26
5     Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Doimo     0:00:28
6     Peter Velits (Svk) Team HTC-Columbia
7     Igor Anton (Spa) Euskaltel-Euskadi     0:00:35
8     Xavier Tondo (Spa) Cervélo Test Team
9     Frank Schleck (Lux) Team Saxo Bank     0:00:36
10     Xavier Florencio (Spa) Cervélo Test Team     0:00:41

Leave a Reply