Quinta-feira, 11 de Fevereiro, 2016

Petrov vence, Richie Porte conquista a maglia rosa



Evgueni Petrov, ciclista russo da Katusha, venceu hoje a 11ª etapa da Volta a Itália, numa chegada isolada, que alterou a classificação geral por completo. A etapa de hoje foi uma dura e longa etapa de colinas, com um total de 262 quilómetros, entre Lucera e L’Aquila. Vinokourov e os restantes ciclistas do top 10 saltaram da classificação para um novo top, liderado pelo jovem australiano Richie Porte (Saxo Bank). À chegada à meta, já não havia pelotão. Vinokourov terminou a corrida no mesmo grupo dos outros favoritos, chegando a 12m45s de Petrov, descendo para a 12 posição da geral, a 09m58s.



Foi uma etapa extraordinária. O grupo do dia formou-se logo aos 20 quilómetros: um mini-pelotão de 56 ciclistas, onde vários favoritos integravam, como Carlos Sastre, que já se pensava que estaria arrumado da liderança, David Millar, e o próprio Richie Porte, que liderava apenas a camisola dos jovens. O grupo sempre bem organizado conseguiu reunir uma vantagem de 18 minutos, e nunca mais foi apanhado. A Astana e a BMC foram quem liderou a perseguição no pelotão, mas apenas resultou numa redução de 18 para 12 minutos. 

 

A poucos quilómetros da meta, o grupo estava todo desfeito, e Petrov atacou, conseguindo uma vantagem de cinco segundos para Dario Cataldo (Quickstep) e Sastre (Cervélo), que terminaram na segunda e terceira posição, respectivamente. 

Falta então fazer uma análise ao estado actual na geral. Richie Porte lidera actualmente esta classificação, tal como a classificação dos jovens. Para a segunda posição subiu Arroyo, no entanto quem teve a melhor recuperação foi Carlos Sastre, que quase todos davam como afastado da liderança, mas ocupa agora a oitava posição, com “apenas” sete minutos e nove de Porte. Sobre os antigos líderes, Vinokourov caiu para a 12ª posição, a 9m58, Cadel Evans caiu para 13ª a 11m10, e Ivan Basso caiu para a 15ª posição, a 11m49.

Amanhã será uma etapa mais fácil, totalmente plana até metade, onde alguns altos e baixos aparecem. Vão ser 206 quilómetros, onde é possível haver uma chegada ao sprint, mas depois da mossa da etapa de hoje, é possível, embora pouco provável, que triunfe mais uma fuga.

 

Multimédia

{source}<object width=”480″ height=”385″><param name=”movie” value=”http://www.youtube.com/v/NxmfTaRHsBU&hl=pt_PT&fs=1&”></param><param name=”allowFullScreen” value=”true”></param><param name=”allowscriptaccess” value=”always”></param><embed src=”http://www.youtube.com/v/NxmfTaRHsBU&hl=pt_PT&fs=1&” type=”application/x-shockwave-flash” allowscriptaccess=”always” allowfullscreen=”true” width=”480″ height=”385″></embed></object>{/source}

{gallery}corridas/giro2010/11etapa{/gallery}

Classificações

Etapa

1 Evgeni Petrov (Rus) Team Katusha 6:28:29
2 Dario Cataldo (Ita) Quick Step 0:00:05
3 Carlos Sastre Candil (Spa) Cervelo Test Team
4 Bradley Wiggins (GBr) Sky Professional Cycling Team 0:00:07
5 Alexander Efimkin (Rus) AG2R La Mondiale
6 Linus Gerdemann (Ger) Team Milram
7 Jerome Pineau (Fra) Quick Step
8 David Arroyo Duran (Spa) Caisse d’Epargne
9 Xavier Tondo Volpini (Spa) Cervelo Test Team
10 Jan Bakelandts (Bel) Omega Pharma-Lotto

Geral

1 Richie Porte (Aus) Team Saxo Bank 45:30:16
2 David Arroyo Duran (Spa) Caisse d’Epargne 0:01:42
3 Robert Kiserlovski (Cro) Liquigas-Doimo 0:01:56
4 Xavier Tondo Volpini (Spa) Cervelo Test Team 0:03:54
5 Valerio Agnoli (Ita) Liquigas-Doimo 0:04:41
6 Alexander Efimkin (Rus) AG2R La Mondiale 0:05:16
7 Linus Gerdemann (Ger) Team Milram 0:05:34
8 Carlos Sastre Candil (Spa) Cervelo Test Team 0:07:09
9 Laurent Didier (Lux) Team Saxo Bank 0:07:24
10 Bradley Wiggins (GBr) Sky Professional Cycling Team 0:08:14 

Leave a Reply