Sábado, 26 de Dezembro, 2015

País Basco: Valverde consegue vitória… insólita



A primeira etapa da Volta ao País Basco terminou com vitória para Valverde, vitória essa atribuída pelos comissários e que foi retirada a Óscar Freire (Rabobank) que foi desclassificado após uma queixa da Caisse d’Epargne devido a um sprint irregular feito por Freire que estaria a impedir Valverde de sprintar. O júri decidiu assim desclassificar o ciclista da Rabobank atribuindo a vitória e a liderança a Valverde.



A corrida contou com uma fuga logo na primeira hora de corrida e trabalharam arduamente para uma vantagem de quase seis minutos. Eram eles cinco homens: Serguei Klimov (Katusha), Christian Meier (Garmin-Transitions), Martin Pedersen (Footon-Servetto), Gonzalo Rabuñal (Euskaltel-Euskadi) e Sergio Carrasco (Andalucía CajaSur).

O ritmo no pelotão foi sempre elevado, mas o inicio dos muitos sobe e desce na estrada começaram a desgastar gradualmente os atletas. Apesar de baixa categoria das subidas permitiu ao quinteto na frente da corrida manter-se com uma boa vantagem do pelotão.

Em Putxet a fuga foi alcançada, no entanto foi rapidamente substituída por outra com nomes importantes: Robert Gesink (Rabobank), Chris Horner (RadioShack) e Joaquin Rodriguez (Katusha) atacaram sendo mais tarde alcançados por Alejandro Valverde (Caisse d’Epargne), Frank Schleck (Saxo Bank), Beñat Intxausti (Euskaltel-Euskadi), Christophe Le Mevel (Francaise de Jeux) eJurgen van Den Broeck (Omega Pharma-Lotto).

Á medida que a corrida se ia aproximando da meta pela última descida, a vantagem dos líderes rondava os 20 segundos. Mas a cinco quilómetros, na frente da corrida, sucederam-se tantos ataques e contra ataques que o grupo acabou por desorganizar-se. A três quilómetros, o grupo perseguidor alcançou o grupo da frente formando assim um mini pelotão de trinta homens. Óscar Freire conseguiu sobreviver à selecção nas últimas subidas e manteve-se sempre na frente do grupo.

Chegada a meta, deu-se a polémica. Freire foi graudalmente duma ponta a outra da estrada, “empurrando” Valverde e entalando-o na berma, impedindo-o de sprintar. A Caisse queixou-se e o júri concordou desclassificando Freire, que cruzou primeiro a meta, dando a vitória a Valverde, o segundo classificado.

Classificações

Etapa/Geral
1 Alejandro Valverde Belmonte (Spa) Caisse d’Epargne 3:57:58
2 Christophe Le Mevel (Fra) Française Des Jeux
3 Ryder Hesjedal (Can) Garmin – Transitions
4 Alexandr Kolobnev (Rus) Team Katusha
5 Jurgen Van Den Broeck (Bel) Omega Pharma-Lotto
6 Rigoberto Uran Uran (Col) Caisse d’Epargne
7 Haimar Zubeldia Agirre (Spa) Team Radioshack
8 Daniel Martin (Irl) Garmin – Transitions
9 Benat Intxausti Elorriaga (Spa) Euskaltel – Euskadi
10 Sandy Casar (Fra) Française Des Jeux

Leave a Reply