Sábado, 5 de Dezembro, 2015

Matthew Lloyd fugitivo e vitorioso



Matthew Lloyd, australiano da Omega Pharma-Lotto, venceu hoje a sexta etapa da Volta a Itália após chegar isolado, fruto de uma fuga originada no quilómetro 45 e de uma coordenação bastante boa com o companheiro de fuga Bertogliati (Androni Giocattoli) que acabou por ceder nos últimos quilómetros, terminando na segunda posição, a 1m06s. O pelotão, liderado por Danilo Hondo, passou logo a seguir, com 1m15s de atraso em relação ao australiano. Uma etapa de 172 quilómetros de média montanha onde uma fuga teve sucesso, mas não houve qualquer alteração significativa na classificação geral.



Foi mais uma etapa de homenagem, desta vez ao francês Jacques Anquetil que venceu duas edições do Giro, para além das 5 voltas a França, sendo o primeiro a conquistar esse feito. O francês também conhecido por “Monsieur Chrono” devido às suas capacidades fora do normal de contra relógio, venceu em 1960 um contra relógio individual de dois quilometros em Carrara, o local onde a meta se instalou hoje para homenagear este herói do ciclismo francês. 

Voltando à corrida, os heróis do dia, Lloyd e Bertogliati, iniciaram a sua aventura ao quilómetro 45, com o pelotão a deixar a fuga ganhar vantagem. O duo conseguiu assim conquistar as três duras contagens de montanha, sempre com uma vantagem confortável em relação ao pelotão. Tão confortável que à passagem pela ultima montanha do dia, a 11 quilómetros da meta, a vantagem era de quase dois minutos, o suficiente para descer descansadamente até à meta. No entanto, Lloyd decidiu aumentar um pouco o ritmo durante a subida final, acabando por deixar o italiano da Androni para trás. E assim foi até a meta, com Lloyd na frente, Bertogliati com um minuto de atraso, mais atrás e o pelotão quase em cima do italiano. 

Destaque para as quedas que se sentiram no dia de hoje. Pior foi Paolo Tiralongo, da Astana, que deu uma queda feia, podendo ter fracturado o pulso, e também Guillaume Bonnafond, da Ag2r, também vítima de uma queda. Os dois ciclistas foram forçados a abandonar a prova.

Amanhã é dia de “sobe-e-desce” com uma etapa sempre plana até ao meio, e bastantes subidas e descidas no restante da etapa. Vão ser uns duros 222 quilómetros entre Carrara e Montalcino, uma etapa com uma configuração característica de uma clássica.


Multimédia

{source}<object width=”640″ height=”385″><param name=”movie” value=”http://www.youtube.com/v/pk5zY7t2uc0&hl=pt_PT&fs=1&”></param><param name=”allowFullScreen” value=”true”></param><param name=”allowscriptaccess” value=”always”></param><embed src=”http://www.youtube.com/v/pk5zY7t2uc0&hl=pt_PT&fs=1&” type=”application/x-shockwave-flash” allowscriptaccess=”always” allowfullscreen=”true” width=”640″ height=”385″></embed></object>{/source}

{gallery}corridas/giro2010/6etapa{/gallery}

Classificações 

Etapa

1 Matthew Lloyd (Aus) Omega Pharma-Lotto 4:24:20
2 Rubens Bertogliati (Swi) Androni Giocattoli 0:01:06
3 Danilo Hondo (Ger) Lampre-Farnese Vini 0:01:15
4 Manuel Belletti (Ita) Colnago-CSF Inox
5 Filippo Pozzato (Ita) Team Katusha
6 William Bonnet (Fra) Bbox Bouygues Telecom
7 Sacha Modolo (Ita) Colnago-CSF Inox
8 Vasil Kiryienka (Blr) Caisse d’Epargne
9 Alexander Efimkin (Rus) AG2R La Mondiale
10 Baden Cooke (Aus) Team Saxo Bank 

Geral 

1 Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Doimo 18:55:38
2 Ivan Basso (Ita) Liquigas-Doimo 0:00:13
3 Valerio Agnoli (Ita) Liquigas-Doimo 0:00:20
4 Alexandre Vinokourov (Kaz) Astana 0:00:33
5 Vladimir Karpets (Rus) Team Katusha 0:00:39
6 Richie Porte (Aus) Team Saxo Bank 0:00:45
7 David Millar (GBr) Garmin – Transitions
8 Baden Cooke (Aus) Team Saxo Bank 0:01:03
9 Linus Gerdemann (Ger) Team Milram 0:01:04
10 Laurent Didier (Lux) Team Saxo Bank 0:01:13
 

Leave a Reply