Terça-feira, 22 de Dezembro, 2015

José Cobo surpreende os favoritos


Foi hoje que o 10º classificado desta edição ganhou a 19º etapa da Vuelta, a ultima etapa de montanha e a penúltima etapa de estrada. Esta etapa foi a ultima oportunidade para apanhar Valverde antes do Contra Relógio, mas Valverde Resistiu e Cobo aproveitou. Valverde conseguiu a segunda posição, bonificando 12 segundos, e Cadel Evans a terceira posição bonificando 8 segundos. Do grupo do Top, apenas Gesink cedeu e passou para a 6º posição.


Hoje foi um dia de chova e montanha, uma combinação nunca apreciada mas que garante sempre espectáculo. As condições foram tão más que a transmissão televisiva esteve grande parte do tempo sem imagens. Com uma fuga de três homens, Christophe Riblon (AG2R La Mondiale), Daniel Martin (Garmin-Slipstream) e Eduard Vorganov (Xacobeo Galicia), que andaram na frente enquanto a Euskaltel assim o quis. Hoje havia hipótese do líder atacar sempre com Sanchez à espreita. O final da etapa, com a meta após a descida, podia garantir uma vitória e 20 segundos para bonificar. Assim sendo, a equipa basta só parou quando a fuga foi alcançada.

Entretanto, foi ainda antes da subida final de Navacerrada que Robert Gesink começou a ceder. O segundo classificado parecia estar a sofrer dificuldades, visto que foi vitima de uma duríssima queda há dois dias. Deve ser aqui mencionado todo o trabalho de equipa por parte da Rabobank para manter o ciclista no grupo principal, de modo a manter-se no Top 10. Felizmente, o atraso foi muito, mas não o suficiente para perder lugar no Top 10.

A subida de Navacerrada começou com um ritmo muito forte imposto pela Euskaltel, seguida da Liquigás, mandando Szmyd para a frente. Havia a hipótese de ataques de Basso e de Sanchez. Mas depressa o grupo que outrora já foi um pelotão foi-se desfazendo até que restou apenas quase todo o elenco do Top 10: Valverde, Basso, Sanchez, Evans e Mosquera, e mais tarde Cobo conseguiu apanhar este grupo. Neste grupo constavam ainda duas ajudas para Valverde, tal como outros ciclistas como Tiralongo. A subida foi feito a um ritmo normal, sob a forte chuva sem grandes mexidas no grupo. Apenas no final da subida, Cobo ataca passando à frente no prémio de montanha.

Chegamos à descida e à parte mais perigosa da corrida. Entretanto, foi mais marcada de ataques que a subida. Sanchez atacou logo, tentando fazer uso das suas capacidades de descer. Valverde respondeu logo a seguir, e assim os dois seguiram isolados durante os primeiros quilómetros. A conta gotas, chegou Evans, Mosquera, Cobo, Basso, Tiralongo, Morento… O final chegava e parecia que iríamos ter uma chegada de favoritos. Iriam haver ataques, e as bonificações iriam ter um papel importante sem duvida para o contra relógio de amanhã.

Entretanto, todos tentaram atacar, mas apenas um teve sucesso: Cobo, o pior classificado da fuga. A cerca de 2km para o final ganhou uma vantagem de 50 metros que se revelou suficiente para ganhar a etapa. Foi um resultado importantissimo para a Fuji, cujo futuro é incerto. Valverde conseguiu apanhar os 12 segundos de bonificação da segunda posição. Podemos agora afirmar sem duvida que a Vuelta já é quase de certeza de Valverde.

Classificação da Etapa


Pos.Dor.NombreNac.Equ.Tiempo
1101COBO, Juan JoséESPFUJ4:37:35
251VALVERDE, AlejandroESPGCEa 02
3161EVANS, CadelAUSSILa 02
41SÁNCHEZ, SamuelESPEUSa 02
555MORENO, DanielESPGCEa 02
6211MOSQUERA, EzequielESPXACa 02
7128TIRALONGO, PaoloITALAMa 02
8131BASSO, IvanITALIQa 02
989VÁZQUEZ, ManuelESPMCOa 01:34
1094DI GREGORIO, RémyFRAFDJa 01:34

Classificação Geral


Pos.Dor.NombreNac.Equ.Tiempo
151VALVERDE, AlejandroESPGCE083:34:03
21SÁNCHEZ, SamuelESPEUSa 01:26
3131BASSO, IvanITALIQa 01:45
4161EVANS, CadelAUSSILa 01:59
5211MOSQUERA, EzequielESPXACa 02:11
6154GESINK, RobertNEDRABa 05:30
7128TIRALONGO, PaoloITALAMa 06:49
858RODRIGUEZ, JoaquinESPGCEa 07:42
962DEIGNAN, PhilipIRLCTTa 09:37
10101COBO, Juan JoséESPFUJa 10:40

Foto: © Unipublic

Leave a Reply