Quinta-feira, 12 de Novembro, 2015

Cunego domina na montanha pela segunda vez


Damiano Cunego, mais uma vez, domina a montanha, ganhando a 14º Etapa da Vuelta. Atacou logo no primeiro metro da subida final, conseguindo manter-se até ao fim. De seguida, veio Jacob Fuglsang com 2 minutos e 23 do italiano, e Samuel Sánchez a conseguir a terceira posição a 3 minutos e 10. Valverde, apesar das dificuldades conseguiu o quinto lugar a 3 minutos e 22, mantendo a dourada.


No inicio da subida das ultimas duas contagem de montanha dos últimos vinte quilómetros havia uma fuga com 10 unidades, que liderava com aproximadamente 4 minutos e meio de vantagem. Neste grupo entrava Damiano Cunego. O ciclista da Lampre provou estar em boa forma, atacando logo no primeiro metro da subida demonstrando logo ser capaz de ganhar a etapa. Desta fuga, apenas Fuglsang aguentou até ao fim, sendo o segundo lugar nesta etapa.

Mas a verdadeira emoção não era na frente da corrida, mas sim uns minutos mais atrás, no grupo dos favoritos. Já o pelotão tinha sido desfeito e restavam apenas Valverde, Gesink, Basso, Evans, Mosquera e Sanchez. A quatro km do final a subida ia ficando cada vez mais inclinada, atingindo os 13% de média de inclinação. Até ai a Liquigás liderava o pelotão com um ritmo rapidíssimo e difícil de acompanhar, com Kreuziger e Szmyd a preparar tudo para o ataque de Basso. E assim foi. Basso aumentou o ritmo e Valverde começou a ceder, perdendo tempo, tal como Sanchez. Foi então a tentativa de Gesink de fugir continuando o ataque de Basso, com Mosquera a ajudar também. Evans conseguiu-se manter com os da frente e Valverde ia ficando para trás.

Valverde começava a ver a sua amarela a fugir-lhe entre as mãos. Excepção de Sanchez, todos os Top 10 lhe passamam pela frente. A vantagem ia crescendo. Possivelmente a vontade de manter a amarela consegui-lhe dar a força suficiente para chegar ao fim com pouco atraso e manter a amarela.

Entretanto, no grupo de Basso, Gesink, Evans e Mosquera os ataques sucediam-se uns a seguir aos outros. Mosquera e Gesink foram os mais combativos com ataques seguidos de ataques.  E assim, Basso e Evans não resistiram a este ritmo e acabaram por ser ultrapassado por Sanchez, e depois por Valverde. Valverde pareceu recuperar forças, mas Gesink continuava a sua frente e a liderança parecia ameaçada. Foi então que Mosquera aumentou o ritmo deixando Gesink para trás. O holandês ficou sem energias acabou por ser alcançado e ficar para trás. Sanchez consegiu mesmo ainda apanhar Mosquera e conseguir bonificar 8 segundos do terceiro classificado.

Assim foi, esta atordoada etapa que decerto assustou o director desportivo da Caisse

Classificação da Etapa


Pos.Dor.NombreNac.Equ.Tiempo
1121CUNEGO, DamianoITALAM4:04:23
2195FUGLSANG, JacobDENSAXa 02:23
31SÁNCHEZ, SamuelESPEUSa 03:08
4211MOSQUERA, EzequielESPXACa 03:10
551VALVERDE, AlejandroESPGCEa 03:22
6154GESINK, RobertNEDRABa 03:26
7161EVANS, CadelAUSSILa 03:40
8218RABUNAL RÍOS, GonzaloESPXACa 03:46
9131BASSO, IvanITALIQa 03:48
10101COBO, Juan JoséESPFUJa 03:48

Classificação Geral


Pos.Dor.NombreNac.Equ.Tiempo
151VALVERDE, AlejandroESPGCE060:30:53
2154GESINK, RobertNEDRABa 31
31SÁNCHEZ, SamuelESPEUSa 01:10
4131BASSO, IvanITALIQa 01:28
5161EVANS, CadelAUSSILa 01:51
6211MOSQUERA, EzequielESPXACa 01:54
758RODRIGUEZ, JoaquinESPGCEa 05:53
8128TIRALONGO, PaoloITALAMa 06:34
9111DANIELSON, ThomasUSAGRMa 08:28
10101COBO, Juan JoséESPFUJa 10:45

Foto: © Unipublic

Leave a Reply