Terça-feira, 29 de Dezembro, 2015

Christophe Riblon vence isolado nos Pirenéus


Christophe Riblon, ciclista francês da AG2R, venceu hoje a 14ª Etapa da Volta a França, a primeira etapa nos Pirenéus, com o final da etapa a coincidir com uma contagem de primeira categoria. O francês foi um vencedor inesperado, quando todas as apostas se dirigiam para Contador e Schleck. Originário da fuga do dia, Riblon conseguiu isolar-se na frente mantendo-se ai até à meta. 54 segundos mais tarde cruzaram a meta Denis Menchov e Samuel Sánchez. O grupo dos favoritos cruzou a meta 1m08 em relação a Riblon.

Estavam todos à espera de uma luta de gigantes, entre Contador e Schleck, na ascensão para a meta, mas o excesso de táctica, com a constante marcação entre os dois, com apenas dois ataques de Contador com Schleck sempre na roda. Quem aproveitou este excesso de atenção foram os dois ciclistas, Denis Menchov e Samuel Sanchez, quarto e terceiro lugar, respectivamente, que atacaram, um a seguir ao outro, sem qualquer resposta dos rivais.

Enquanto havia esta luta, Riblon seguia na frente, isolado, mantendo a vantagem sempre na ordem do minuto e meio. Com isto, o francês conseguiu a maior vitória da sua carreira. Foi na subida de categoria especial que Riblon se começou a isolar dos colegas de fuga. O ritmo ia aumentando e os colegas iam ficando para trás, até ao ponto que seguia sozinho na frente da corrida para nunca mais ser alcançado.

Esta primeira etapa foi um “teste” à resistencia dos principais favoritos à vitória, onde todos provaram estar à altura e que vai ser muito difícil recuperar tempo entre eles. Schleck sabe que precisa de ganhar mais tempo para se aguentar no derradeiro contra relógio final, na 19º Etapa, onde tudo será decidido. Será que o jovem luxamburguês vai chegar a Paris de Amarelo?

Para os Portugueses, foi mais uma etapa de poupança, com Sérgio Paulinh a terminar na 74º posição, integrado no grupo do Armstrong, a 15m14. Já Rui Cost terminou a 89º, a 20m43s.

Amanhã é mais uma dura etapa de montanha, nos Pirinéus. Inclui uma longa subida de categoria especial, com 19,3km e uma pendente média de 6,1%. Depois, os ciclistas vão ter uma longa descida para a meta. Espera-se que se faça diferenças nesta subida, com um dos favoritos a tentar mexer na corrida.

Multimédia

{gallery}corridas/tour10/14etapa{/gallery}

Classificações

14º Etapa

1      Christophe Riblon (Fra) AG2R La Mondiale      4:52:42
2     Denis Menchov (Rus) Rabobank     0:00:54
3     Samuel Sánchez Gonzalez (Spa) Euskaltel – Euskadi
4     Andy Schleck (Lux) Team Saxo Bank     0:01:08
5     Joaquin Rodriguez (Spa) Team Katusha
6     Robert Gesink (Ned) Rabobank
7     Alberto Contador Velasco (Spa) Astana
8     Jurgen Van Den Broeck (Bel) Omega Pharma-Lotto
9     Damiano Cunego (Ita) Lampre-Farnese Vini     0:01:49
10     Carlos Sastre (Spa) Cervelo Test Team

Geral

1      Andy Schleck (Lux) Team Saxo Bank      68:02:30
2     Alberto Contador Velasco (Spa) Astana     0:00:31
3     Samuel Sánchez Gonzalez (Spa) Euskaltel – Euskadi     0:02:31
4     Denis Menchov (Rus) Rabobank     0:02:44
5     Jurgen Van Den Broeck (Bel) Omega Pharma-Lotto     0:03:31
6     Robert Gesink (Ned) Rabobank     0:04:27
7     Levi Leipheimer (USA) Team Radioshack     0:04:51
8     Joaquin Rodriguez (Spa) Team Katusha     0:04:58
9     Luis León Sánchez Gil (Spa) Caisse d’Epargne     0:05:56
10     Ivan Basso (Ita) Liquigas-Doimo     0:06:52

Leave a Reply