Sexta-feira, 11 de Dezembro, 2015

Anthony Roux estreia-se vencendo por quatro metros


Quatro metros foi a vantagem com que o jovem da Francaise des Jeux, Anthony Roux, ganhou esta 17ª etapa da Vuelta. Aguentando-se na fuga até ao seu final, deu tudo por tudo para acabar em primeiro. E conseguiu. Logo a seguir terminaram os sprinters, nomeadamente Bonnet e Greipel, na segunda e terceira posição. Com isto o ciclista da Columbia tem a camisola verde quase garantida.


Foi uma etapa extensa e plana e foi cedo que surgiu a fuga do dia. Ao km 6, cinco ciclistas mal classificados uniram esforços para levar esta fuga ao sucesso: Foram Markel Irizar (Euskaltel-Euskadi), Francisco José Martínez (Andalucía-Cajasur), Anthony Roux (Française des Jeux), Martijn Maaskant (Garmin-Slipstream) e Lieuwe Westra (Vacansoleil). O ciclista que mais se destaca nesta fuga é Maaskant, sendo o mais experiente e com melhores resultados.

No pelotão, tudo era feito com a normalidade do costume (Até lhe chamo o efeito déjà vu, porque em todas as etapas de sprint existe uma fuga, é apanhada, os sprinters posicionam-se e sprintam). As equipas dos sprinters controlavam o pelotão e iam dando alguma vantagem à fuga, mas nunca nada de extraordinário. A 40 quilómetros da meta tudo aparentava estar bem: Os fugitivos iam vendo a vantagem diminuir para baixo dos 4 minutos, mas, de repente, sem entender-se muito bem, a vantagem fixou-se e começou a fazer o inverso: Aumentar. Foi impressionante ver que a 30 km para o final ainda haviam quatro minutos. Mais impressionante foi ver que a 15km da meta, havia mais de três minutos e meio de vantagem. Já se pensava na possível vitória para esta fuga caso os ciclistas da frente se coordenassem. Mas o problema foi que a 5km da meta, este quinteto seguia com a harmonia de como se estivesse a fazer um passeio, principalmente estando tão próximos da meta. Apenas Maaskant ia tentado uns ataques. Já estava mesmo a chegar a meta quando o ciclista da Garmin surpreende toda a gente ganhando 50 metros para a fuga numa curta, mas explosiva, fuga. Os restantes ciclistas nada fizeram. Apenas o mais jovem, Anthony Roux, estava decidido a tentar. Mas o pelotão ia aproximando-se cada vez mais… Já iam conseguindo ver as camisolas verdes e amarelas da Liquigás e da Columbia. Tudo apontava para o fim da fuga, mas assim não o foi.

Tal como havia dito, a 1500 metros Maaskant seguia isolado e apenas Roux restava entre ele e o pelotão, que ia aumentando a velocidade para 60km/h. Os outros 3 ciclistas foram absorvidos pelo pelotão.  Mas Roux conseguiu apanhar o holandês, levando Maskant a ceder. Roux via a vitória tão perto e deu o máximo que pode. A distancia do pelotão ia caindo. 50 metros que iam sendo reduzidos rapidamente. 30, 20, 10… Mas aguentando até ao fim, o Francês consegue acabar em primeiro com apenas quatro metros de vantagem de Bonnet. Griepel consegue a terceira posição, o suficience para lhe quase garantir a camisola verde.

Nota: Mais uma vez, a classificação geral mantêm-se igual, e por isso colocarei aqui a classificação do que está a ser disputado: A Geral dos pontos.

Classificação Etapa


Pos.Dor.NombreNac.Equ.Tiempo
198ROUX, AnthonyFRAFDJ4:28:14
244BONNET, WilliamFRABBOm.t.
3171GREIPEL, AndréGERTHRm.t.
4132BENNATI, DanieleITALIQm.t.
586PACHECO, Fco. JoséESPMCOm.t.
6168ROELANDTS, JurgenBELSILm.t.
715HINAULT, SébastienFRAALMm.t.
882BENITEZ, JavierESPMCOm.t.
9125GASPAROTTO, EnricoITALAMm.t.
10202BOZIC, BorutSLOVACm.t.

Classificação Geral Pontos


Pos.Dor.NombreNac.Equ.Puntos
1171GREIPEL, AndréGERTHR121
2132BENNATI, DanieleITALIQ81
351VALVERDE, AlejandroESPGCE80
4154GESINK, RobertNEDRAB68
5161EVANS, CadelAUSSIL67
6211MOSQUERA, EzequielESPXAC58
7131BASSO, IvanITALIQ56
81SÁNCHEZ, SamuelESPEUS55
9202BOZIC, BorutSLOVAC52
10168ROELANDTS, JurgenBELSIL52

Foto: © Unipublic

Leave a Reply