Domingo, 6 de Dezembro, 2015
Diário de Hélder Leal

3ª Etapa – A Senhora da Graça – Diário do Hélder


Hoje foi uma etapa mística e como era de prever, seria uma etapa com um inicio muito rápido e com várias tentativas de fuga. Logo nos primeiros quilómetros acabou por se dar uma tentativa de fuga, com dois homens da selecção a integrar o grupo dos fugitivos. Eram eles Joni Brandão e o Domingos Gonçalves. Mais uma vez, durante a etapa, foi a equipa do Camisola Amarela a controlar as operações do pelotão. À passagem pelo último prémio de montanha, a fuga tinha aproximadamente seis minutos de vantagem, e foi nesse momento que a Tavira se juntou à  Barbot para fazer uma perseguição à fuga. A fuga foi alcançada no final da subida, mas a perseguição acabou por causar grandes dificuldades a grande parte do pelotão. Os trepadores puros evidenciaram-se durante a subida final, e Hernâni Broco, homem da LA-Antarte, acabou por conquistar a camisola amarela e também vencer a etapa.

Relativamente à minha prestação, eu estava a pensar integrar numa fuga, tentei mas infelizmente não deu, mas também não sabia como me iria sentir devido ao desgaste que tive ontem. Felizmente ia a sentir-me bem durante a etapa e ainda conseguiu ajudar os meus colegas e acabei por fazer uma boa subida.

Como sempre nas etapas míticas, existem muitos milhares de apoiantes ao longo da estrada. Alguns ciclistas estrangeiros aé comentaram que todas as chegadas têm tanta gente como as chegadas de provas como a Volta a França, o que nos deixa muito orgulhosos da nossa Volta e do nosso povo. Aproveito para deixar um agradecimento a toda esta Selecção, desde ciclistas ao Staff, que têm sido todos espectaculares.

A etapa de amanhã vai ser, como se diz na gíria, de rompe pernas, com sobe e desce constante. É uma etapa que tanto pode ter uma fuga a chegar primeiro como também pode chegar ao sprint com um grupo reduzido de ciclistas, visto que é uma chegada num prémio de montanha de terceira categoria. Uma vez que o Sérgio Ribeiro está forte, pode recuperar novamente a camisola amarela, visto que está a apenas 4 segundos e se vencer a etapa, consegue ganhar 10 segundos de bonificação e se o Hernâni Broco não fizer segundo perde a amarela.

A minha classificação: 43º, Helder Leal, Elite, Selecção Nacional Portuguesa, 4:09:41 a 0:04:54

Leave a Reply