Terça-feira, 3 de Maio, 2016
Diário de Hélder Leal

10ª Etapa – A Consagração – Diário do Hélder


Terminou a Volta a Portugal. Hoje foi a etapa de consagração, a 10ª etapa com inicio em Sintra e final em Lisboa. Esperava-se um final de etapa tranquilo, onde o Camisola Amarela Ricardo Mestre iria tirar as fotos da praxe, mas houve logo ataques desde o quilómetro zero, sendo logo anuladas. A seguir foi o momento de todos aproveitarem o final de 11 dias intensos de Volta a Portugal. Depois da passagem pela 1ª meta volante começou a haver vários ataques onde se formou um grupo de vários elementos, com a Barbot e a Lapre a assumirem as despesas da corrida, nunca permitindo a fuga ganhar mais que dois minutos. Três elementos dessa fuga acabaram por manter-se na frente até à última Volta, onde foram absorvidos pelo pelotão. Nos últimos 2 quilómetros infelizmente houve quedas, o que originou várias fragmentações no pelotão, e foi o homem da Lampre que venceu.

Eu à partida da etapa ia com a simples ideia de terminar a Volta a Portugal, de preferência sem azares. Depois ainda fui tentando entrar na fuga do dia, o que não foi possivel, por isso estive a trabalhar para ajudar o António e o Bruno a estarem bem colocados na chegada. Passei por algumas dificuldades no inicio da etapa, principalmente no prémio de montanha, mas depois disso as sensações foram melhorando, e já na marginal de Lisboa ajudei os dois sprinteres a estarem bem colocados para entrarem no circuito, visto que este era um pouco complicado. Infelizmente a duas voltas do fim o Bruno esteve envolvido numa queda e eu fiquei à espera dele para o levar de novo para o pelotão, já numa fase onde o ritmo era muito elevado, mas lá consegui alcançar o pelotão.  No entanto na entrada da última volta a velocidade era muito elevada, e não aguentei o ritmo, descolei mas terminei a Volta.

Foi uma Volta muito dura, onde esperava melhor, mas com a entrada na época um pouco mais tarde não foi possível, mas desde já quero agradecer a quem apostou em mim, não só para estar na Volta, como à minha equipa POUPERVAL/ESTANHOS DOM ANTÓNIO e também à equipa que no inicio do ano soube que eu estava sem equipa de estrada e me convidou para fazer BTT, a Candibike / Interdesign, a quem estou extremamente grato, não só pela aposta em mim, como também por me permitirem ingressar numa equipa de estrada sem colocarem qualquer problema. Agradeço também a todos os que me apoiaram durante e mesmo antes da Volta – o meu muito Obrigado. Agora um agradecimento especial ao site Web Ciclismo por me escolher para fazer este diário, espero não ter desiludido ninguém, o meu obrigado a todos, foi um prazer trabalhar convosco. Abraços/Beijos a todos os leitores que me acompanharam neste diário :)

Amanhã já não há Volta, mas há dia de treino e depois recuperação, porque a época ainda não terminou e ainda há uma Volta a Portugal do Futuro para disputar. Até à próxima 😉

Leave a Reply