Sexta-feira, 1 de Janeiro, 2016
Diário de Hélder Leal

1ª Etapa – Diário do Hélder


Hoje a 1ª etapa da 73ª Volta a Portugal foi bastante complicada, como já era previsível. A etapa teve um inicio bastante rápido, com a Barbot a assumir a liderança desde o quilómetro 40, mais coisa menos coisa. A Barbot foi alcançando a fuga sucessivamente até cerca do quilómetro 90. A partir daí a velocidade da corrida aumentou ainda mais, à medida que nos íamos aproximando da última contagem, também para eliminar a fuga de quatro elementos que aguentava na frente da corrida e que já tinha sete minutos. Tal como tinha dito no diário de ontem, a última subida ia fazer alguns estragos, principalmente aos sprinters menos completos, mas isso não invalidou uma parte final de etapa percorrida a grande velocidade para uma chegada ao sprint.

Relativamente a mim, senti-me bem durante toda a etapa e no final consegui ajudar o António Carvalho a ficar bem colocado para a chegada ao sprint, na qual conseguiu um excelente terceiro lugar. Esta etapa foi especial para mim porque passei pela minha terra, Sobrado, onde senti o apoio do meu povo e onde pude ver todos os meus familiares e amigos a apoiarem-me. Estou muito agradecido a todos eles por esse apoio que me dão.

Relativamente à etapa de amanhã, a segunda etapa, que vai ligar Oliveira de Azeméis a Santo Tirso em 182 quilómetros, vai ser uma etapa bastante dura, não tenho dúvidas. Vão ser cinco contagens de montanha e uma chegada em alto, uma chegada bastante dura. Penso que vai ser uma chegada com um grupo bastante reduzido, ou alguém isolado.

 

Clique aqui para voltar ao Diário.

1 Comentário

Leave a Reply